segunda-feira, 18 de maio de 2009

Sou esposa de pastor, e agora?



Algumas moças cultivam o desejo de serem esposas de pastor desde novinhas. Porém, esse nunca foi o meu caso. Jamais pensei em exercer o ministério dessa forma. Sempre fui atuante na igreja, fiz de quase tudo - desde varrer o chão, montar programações até pintar painéis - mas realmente jamais pensei que me encaixaria no perfil de uma esposa de pastor.


Na minha cabeça, e de muitas outras pessoas, a esposa do pastor é aquela mulher de voz mansa, sorriso constante, que é professora ou enfermeira, toca piano, faz pão integral e bige de glúten. De tudo isso, a única qualidade que possuo é o sorriso. Ah, aprendi a fazer pão também! No restante, sou uma mulher igualzinha a qualquer outra.


Aos poucos tenho descoberto os prazeres e alegrias desse ministério e criei esse blog para compartilhar idéias, receber conselhos e trocar experiências, quer tenham sido de êxito ou não.


Abraço e fiquem com Deus!

25 comentários:

  1. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  2. Minha amiga,
    Fico muito feliz em ver como sua vida está agora... MULHER DE PASTOR! Sinceramente, como vc, acho que nunca pensou nisto... mas, não poderia estar em melhor posição! Agora, em relação ao pão, já é um bom começo!!! Mas, sobre o sorriso... esse é um dom que vc tem! Sorrir com a alma, isso vc consegue... é maravilhoso! Lembro há 20 aninhos... como éramos felizes e sorríamos pra vida! Lembranças inesquecíveis... Amei conviver com vc e sua família! Oro todos os dias pelos meus amigos e vc é um deles...
    Que Deus abençoe seu casamento e seu Ministério! E, vamos continuar trocando figurinhas sobre o Min. da Mulher... essas mulheres precisam de carinho e do nosso apoio e, principalmente do seu sorriso!
    Bjs, de uma amiga que tem vc dentro do coração!

    ResponderExcluir
  3. E lembre sempre:
    O Deus da antiguidade é o mesmo dos tempos de hoje, e, Ele usou mulheres de enorme influência sobre as famílias, comunidades e nações...
    - A Rainha Ester foi usada por Deus para cumprir seus propósitos. (Et 8:7-12)
    - Débora julgou todo o Israel e liderou um general numa batalha vitoriosa. (Jz 4:4-24)
    - Joquebede desafiou, astutamente, o reino perverso do Faraó e colocou em prática um plano criativo para salvar a vida de seu filho. (Êx 2:1-10)
    - Raabe ofereceu abrigo a dois espias, salvando sua família dos invasores que destruíram todos os outros em sua cidade. (Js 2:12-14)
    - Abigail trabalhou de modo criativo para contornar a insensatez de seu marido e, ao fazê-lo, salvou sua família. ( 1 Sm 25:3-42)
    - Hulda, a esposa do responsável pelo guarda-roupa do rei, falou com ousadia como profetisa do Senhor para seu povo. ( 2 Rs 22:14-20)
    O mesmo tipo de influência fica evidente, hoje, em mulheres de todo o mundo, que usam seus dons e talentos para liderar movimentos, criar famílias e sustentar o Corpo de Cristo. As mulheres têm uma capacidade enorme de exercer impacto na sociedade, em seus lares e e na sua vida profissional, ao praticarem as mesmas atitudes sacrificiais dessas mulheres, cujos testemunhos se encontram na Bíblia.
    E nós sabemos que temos um pouco da garra dessas mulheres... Sigamos sempre esses exemplos... bjs... Alessandra Greenhalgh

    ResponderExcluir
  4. Como diz Charlana, "show de boleba" esse blog!
    E como diz um compositor, "mirem-se em exemplo".
    Manda o link desse blog pra mulherada da Associação, quem sabe boa parte delas tome a decisão de refazer seu caminho, pegando a vereda da humildade, hoje tão pouco usada..

    ResponderExcluir
  5. hô minha querida bom dia,eu tambem sou mulher de pastor,não é taõ facil mas maior é a nossa vitoria,amei o seu blog,foi muito edificante para mim,fik na paz

    ResponderExcluir
  6. amei sua sua sinceridade,é de mulheres assim q os ministerios precisam,eu preciso de um conselho seu,sou esposa de pastor,e a igreja a gual tomamos posse para dirigir,fica no bairro muito violento,muito mesmo e o conselho local quer por quer tirar a igreja desse local,mas no nosso coração naõ sentimos o desejo,mas eles nos falam que naõ tem condição de ficarmos ali,se fosse você o q faria?eu penso q Jesus ficaria onde a perdidos por favor me ajude!

    ResponderExcluir
  7. Tenho 20 anos e meu marido é pastor. Ele foi ordenado a pastor no ano passado qunado tinhamos apenas 6 meses de casado. Minha cabeça parace um turbulhão, sempre tento ser passiva, ajudadora .Muitas pessoas tem procurado a nós para resolvermos problemas no casamento e elas ficam até tarde nos alugando, e quando chegamos em casa ele não quer conversar, pois já é tarde e ele esta cansado. Eu sempre compreeendo que é cansativo. Mais de uns tempos pra cá eu acho que não estou mais onseguindo absorver tantas responsabilidades e problemas dos outros. Sinto falta da atenção que eu tinha, tenho certeza que só mudou porque ele agora é pastor. Não sei o que faço, tenho brigado com ele frequentimente e tenho chorado muito. Minha familia mora longe, pois sai da minha cidade para me casar com ele, e não tenho ninguem com quem eu possa me abrir. Estou perdida me ajuda....!

    ResponderExcluir
  8. Olá, sou futura esposa de pastor, meu noivo falta 1 ano para terminar o seminário de Teologia para nós casar, lendo esse comentário acima, tenho algo a falar sobre ele.

    - Olhe, o diálogo entre o casal é uma peça fundamental, algo que tem que existir diariamente, converse com o seu Marido, antes de dormir, fale com ele o que está se passando, pois não adianta tentar cuidar do problema do próximo sem antes cuidar do nosso, da nossa casa.

    - Outra, antes de casar você tinha que analisar realmente se é isso mesmo que você queria pra você, e outra o casal não tem que esperar que o homem me complete e sim eu completar o meu parceiro.

    - Não se desespere só está faltando diálogo e você parar e refletir se nessa relação você está sendo feliz !

    Abraço, fica com deus.

    Thainá Sampaio .

    ResponderExcluir
  9. Ser esposa de Pr é uma benção e vc foi chamada para isto,creia e toma posse deste ministério.Ninguem entra nessa por acaso,DEUS vai ti capacitar a cada dia,Ele é Fiel e sabe bem o que faz,não vê as sua dificuldades,mas sim o que poderá fazer em vc e atraves de vc.Sei do que estou falando,pois tbem sou mulher de Pr.DEUS abençõe vcs.Hoje Pra.Luciana Carvalho

    ResponderExcluir
  10. Também sou esposa de Pastor e bem sei que não é nada fácil ter que enfrentar as críticas dos irmãos por não ser o "modelo" pré-formatado da "esposa" do Pastor. Pois é, infelizmente, a primeira coisa que perdemos é nossa identidade pessoal, deixamos de ser a irmã "fulana" para ser simplesmente a "esposa" ou "mulher" do Pastor. As vezes ainda somos intituladas de "Missionária" ou "Pastora", mesmo que não tenhamos o título. Acontece mais ou menos assim no momento da apresentação: Estes são o Pr.Beltrano e sua esposa, mulher, missionária ou pastora, nunca acertam o nosso nome - kkkkk
    Mas com o tempo agente acostuma e começa a levar na esportiva. Meu marido só me apresenta como: LUCIANA, MINHA ESPOSA. E isso já me deixa bastante feliz, pois sei que é assim que ele me vê, primeiro LUCIANA e depois ESPOSA DO PASTOR, apesar de as duas serem a mesma pessoa.
    No início tive muito medo, mas já faz 1 ano e meio que ele é o Pastor e já aprendi a tirar de letra algumas situações.
    O mais importante é que Deus nos escolheu para exercer esse ministério árduo, mas MARAVILHOSO, que é ser ESPOSA do homem que Deus escolheu para cuidar de uma parte de seu rebanho - É mole ... Tá pensando o quê !!!
    Somos felizardas SERVAS escolhidas do Senhor, e é por isso que Ele é quem nos capacita a cada dia, como está escrito em Sua palavra. Portanto, não devemos temer, devemos sim exercer mais essa função que o Senhor nos confiou. Somos então: Mulheres, mães, amigas, confidentes, companheiras, ajudadoras, amantes e tudo isso dentro da ESPOSA DO PASTOR.
    Parabéns a todas nós, e que o Senhor nos ajude a cada dia !!!
    Fiquem com Deus...

    Luciana Varela (PIB Restaurar/JPA-PB)

    ResponderExcluir
  11. Sou escolhida por DEus para ser esposa de pastor, meu noivo é uma benção...Olhe é muito dificil as criticas são muitos...e estou sofrendo uma nova critica, pq eu faco teatro na igreja, tenho 22 anos e meu noivo 32 anos, ai as pessoas estão falando: "Uma futura esposa de pastor fazendo teatro, isso é coisa de Jovens." Isso é a mesma coisa q me matar...Todos criam um modelo de esposa de pastor pefeita. E o melhor, se vc é ativa na obra é chamada de metida, se não é ativa negligênte...VIXE!!!Mas, fora isso é uma bênçao, se olharmos para os problemas, nõa seriamos esposas de pastor, por isso concordo com vc Luciana Varela, temos que olhar para o garladão.
    Que Deus nos dê força e sabedoria!!!
    Uma Abraço,
    Tatiany Barros- Recife-PE

    ResponderExcluir
  12. Amigas de ministério!
    Amei as palavras de vcs!
    Essa troca entre nós é muito importante!
    Gostaria que me mandassem seus e-mails para que continuássemos nos falando, pode ser?
    Para a amiga que está passando pela situação de talvez ter que sair com sua igreja do bairro perigoso, lembre-se que a obra é feita por homens, mas é de Deus. Às vezes questionamos e não entendemos alguns atos dos que estão dirigindo a igreja, mas penso que se Deus os pôs lá, também os capacitará para tomar as melhores decisões. E, quanto a vcs, se coloquem nas mãos de Deus e digam que estão dispostos para irem onde Ele mandar. Verão que milagre vai acontecer!
    Para a amiga que está sofrendo com a falta de atenção do marido, dois conselhos. Primeiro, ore a Deus e peça a Ele sabedoria e maturidade espiritual para lidar com essa situação e segundo, converse sinceramente com ele! Confie no Pai e vai dar tuuuuuudo certo!
    Escrevam-me: seixas.marcely@gmail.com

    ResponderExcluir
  13. Meu esposo é pastor auxiliar.Na nossa congregaçãoa prova é dura, pois quando cheguei já exercia o meu chamado ministerial ,através do louvor ,o que envolve convite à outros ministérios e a divulgaçao do meu cd. ,Quiseram mudar o meu estilo de cantar,envolver-me em atividades que eu não sentia no meu coração,e quando não participava cara feia pra todo lado.Alguns dizem que sou pastora também ,para dar um tempo com a música.Muito em breve iremos conhecer uma possível congregação para meu esposo dirigir a responsabilidade está aumentando .Confesso que estou um tanto temerosa ,temos vivido momentos muito difíceis,lutas gigantes em muitas áreas das nossas vidas ,careço das vossas orações.

    Fiquem na paz!!!!!!!!!!!!!!!

    ResponderExcluir
  14. Bem, tenho 24 anos sou casada com um seminarista que está se formando agora em Dezembro, tenho 2 anos de convertida na igreja pois minha família é voltada para a doutrina espírita de Allan Kardec, e fui para os caminhos do Senhor. Porém, agora casada sinto um grande peso, porque não estava acostumada com as tarefas de casa e com cobranças do ministério. Moramos perto da igreja e todos os compromissos de projetos que a igreja assume eu participo com meu esposo, porém não estou me sentindo bem com isso porque sinto estar me desgastando, amo Jesus mas vejo que tenho um fardo comigo muito grande. Me sinto cobrada pelas pessoas, elas não falam mas mostram com gestos, atitudes.
    Sou humana, tenho minhas falhas e tenho medo de não conseguir exercer o ministério de ser esposa de pastor. Estou ha 3 meses casada e não tinha consciência do que era ser esposa de pastor, as vezes sinto não ter o perfil para esse cargo ao qual Deus me colocou. Me fustro muito com isso, quero muito salvar minha família mas vejo que me sinto muito fraca com a obra de Deus, desanimada, não sei ao certo o que está 90% igreja, 10% tarefas de casa e estou desempregada, não tenho amizades com que compartilhar essa situação, tem outras esposas de pastores, porém não tenho confiança suficiente pois são da mesma igreja que eu e tenho medo que possam me julgar ou me ver com maus olhos.
    Meu marido tem 21 anos e exerce a função de auxiliar de pastor na igreja em tempo integral.
    Sinto que nosso relacionamento se desgasta por muitas brigas que muitas das vezes envolve a igreja.
    Aguardo retorno, preciso de ajuda, não recorro a minha família porque eles não vão entender.
    Direto vem um monte de coisas na minha mente, confusão e chego até a pensar: será mesmo que é isso que eu quero pra mim, não sei lidar com cobranças, obrigações, ninguém me controlando ou me sentindo pressionada a fazer as coisas, gosto de fazer por gostar e não porque a igreja impulsiona.

    ResponderExcluir
  15. Li sua história amada! Que a paz esteja com você... Não sei seu nome, mas me identifiquei com vc. Realmente é muito dificil esse cargo, e pode ter certeza realmente a gente não tem noção do que é ser esposa de pastor até ser uma. kkkk!Meu varão esta temindo seminario proximo ano, já esta sendo pastor de uma igreja. No começo, misericordia, era muito dificil, cobranças encima de cobranças, e detalhe voce é perfeita e uma pessoas sem problemas.
    A palavra do Senhor em Geneses 2:18:"Disse mais o SENHOR Deus: Não é bom que o homem esteja só; far-lhe-ei uma auxiliadora que lhe seja idônea." Nosso papel principal é ser auxiliadora. E uma auxiliadora cuida, ama, conselha, amiga, sonha seus sonhos e auxilia. Nós não somos pastoras, a igreja tem uma visão que somos tudo, até pastora.
    Primeiro: Oração e Jejum e fazer uma escolha, se você quer ser uma esposa de pastor presente ou ausente?
    segundo: Dialogo e CUMPLICIDADE:Ser cúmplice, conivênte, Compreensão profunda. Isso superar muitos problemas. E no dialogo tudo supera.
    Terceiro: O amor de Deus.
    Muitas vezes, as pessoas da igreja são crueis conosco, pq são frustadas por não ter sido escolhida para uma missão tão importante, ser esposa de pastor. Que é muito mais do que só levar flexada, critica, perseguição, cobranca, resposabilidade, isso tudo faz parte, mas não são importantes, o importante é fazer o outro fez.
    Meu bispo em uma de suas pregações falou: Se todo casal brigassem para QUEM vai fazer o OUTRO mais feliz, todos sairiam vencedores e felizes. Quando Deus coloca alguem na nossa vida, nós não precisamos mais nos preoculpa com a nossa faleicidade e sim em fazer o outro feliz.
    Quando eu passei a me preoculpar com a felicidade do meu companheiro, todos os problemas ministeriais passaram a não ter mais valor para mim, supero com mais facilidade. Mas, para que isso ocorra eu cultivo todo dia no meu relacionamento o amor, dialogo e cumplicidade!
    Que Deus a abencoe...Gostaria muito de mater contato com vc. Vou deixar meu email, qualquer coisa só manda um email.
    Um abraço. Estou orando por voces.
    Tatiany - (tatinha_dreid@hotmail.com)

    ResponderExcluir
  16. olá eu também sou esposa de pastor a 15 anos mas ou menos, no inicio foi muito difícil, muitas rolaram mas hoje graças a Deus estou na bênção, estou pensando em criar um ministério de apoio a esposas de pastores em minha cidade e estou procurando ajuda aqui na met e foi bom esse blog.um abraço a todas e Deus é fiel!

    ResponderExcluir
  17. Amadas,

    Que a Graça e a Paz do Senhor esteja com todas. Após casarmos nós e nosso marido somos uma só carne, o chamado para apascentar ovelhas não é apenas para o homem e sim para o casal. Nós como mulheres temos que ser ajudadoras e Deus nos usará de forma tremenda, nem sempre o que queremos é o melhor. “Senhor, estou pronta para responder ao teu chamado.” Mesmo sabendo que não tenho nenhuma capacidade de fazer a obra do Senhor, mas eu digo SIM, pois Deus nunca errou e nem vai errar em chamar alguém que Ele mesmo já não tenha preparado para tal serviço. Assim como diz uma canção, “foi lá na cruz, que Jesus já provou seu amor por mim”, mesmo eu sendo pecadora, então o mínimo que posso fazer é dizer Sim, pode me enviar a todo o mundo para pregar o teu evangelho e poder em teu nome libertar os cativos, assim como um dia eu fui liberta. Sei que isso implicará em muitas renúncias, mas vai valer à pena e já está valendo e eu faria tudo outra vez, pois o preço maior Jesus já pagou.
    Busque em primeiro lugar a vontade de Deus e coloque sua vontade em linha com a Dele

    ResponderExcluir
  18. Ser esposa de pastor é uma bênção... e Deus honra a toda renuncia, porque Ele é fiel...
    Precisando de ajuda ou tracar experiencia, mande uma email: tatinha_dreid@hotmail.com
    Um abraço,
    Tatiany Dreid

    ResponderExcluir
  19. Oi meninas, sou noiva de um pastor, nos casaremos em Dezembro desse ano, e ás vezes fico pensando, porque eu? Não tenho perfil de esposa de pastor, confesso que fico com um certo medo de não conseguir agradar como esposa de pastor, sei que o que importa é amar a Deus e ao meu noivo, e fazer as coisas com amor, mas não é tão simples assim..meninas se exisir algum preparatório que eu possa fazer me indiquem, acho que vou precisar bastante. Orem por mim.. quem quiser meu msn é drika_arte@hotmail.com, fiquem com Deus beijos Drika !!

    ResponderExcluir
  20. Amadas nasci em um lar evangélico e sempre fui atuante no evangelismo da igreja,canto desde os 3 anos,casei e com 20 anos de casada meu esposo foi consagrado pastor,após 8 anos de ministério eu digo a ele que gostaria de ter minha vida de volta,pois as pessoas acham que somos diferentes ignoram tudo que falamos ou somos.Hoje estou triste pq não sou mais atuante na igreja as cobranças foram tantas que dexei o primeiro amor,isso me faz sofrer pq amo ao Senhor.Orem por mim.

    ResponderExcluir
  21. meu marido estar conco rrendo um vaga para dirigir uma igreia,ainda não teve resposta,mais ja estou sendo cobrada pelos meus filhos e meu marido que tenho que falar direito e escrever melhor,sou uma pessoa super prestativa e ativa na primeira igreja que nós congregavamos,mas estamos nesta outra igreja,que não conheço nimguem estou firme com cristo jesus.Mas fica falando que tenho que dar palestras para casais estão me colocando com muita tristeza me cinto uma verdadeira analfabeta é o que esta aparecendo. o que realmente devo fazer como esposa de pastor

    ResponderExcluir
  22. Realmente eh mto dificil ser esposa de pastor, a cobrança do povo eh mto grande, acham que pelo fato de sermos esposas somos pastoras, querendo que sejamos pergeitas e presentes, e sendo obrigadas a fazer o que nao eh o nosso chamado, responder as espectativas de cada umdeixando de ser apennas nos mesmas, e qdo nao exercemos o papel fe pastora deixamos de ser respeitadas, somos consideradas como uma nada, uma ze nenguem, apenas a esposa do pastor, a pressao eh mto grande, ser considerada como nada, como ninguem eh mto ruim, e eh assim que estou me sentindo sendo esposa de pastor, o pior eh estr em uma cidade desconjecida e nao ter ninguem pta desabafar pq vc tem que ser perfeita, estar sorrindo o tempo todo! Sinceramente ser esposa de astor nao eh pra qualquee uma nao, pq abrir mao da sua vida, dos ses sonhos, do que vc gosta pralevar. vida na igreja, engolir um monte de sapo, humilhaçao, desrespeito e desaforo de boca fechada pr nao gerar problema, nao receber remunerarçao, trabalhar em casa, dar atençao para o marido e tendo a responsabilidade de ser perfeitado... eh mto dificil! To qse querendo chutar o balde! Força a todas! Deus nos d graça pra uportar

    ResponderExcluir
  23. Vendo esses depoimentos, me identifiquei bastante com alguns... Sou esposa de pastor há 5 anos e estou muito confusa... Quando nos casamos, ele não era pastor, e pra falar a verdade, nunca desejei ser esposa de pastor, pois via a maldade que faziam com as esposas dos pastores de minha igreja.. hoje, passo exatamente por isso. Julgamentos, críticas, fofocas a meu respeito, cobrança para que eu seja PERFEITA em todos os sentidos, vigiam a minha roupa, as minhas palavras, gestos, fisionomia, absolutamente TUDO! E outra, esposa de pastor na visão dos membros da igreja TEM QUE SER PASTORA, TEM QUE PREGAR, TEM QUE SER IGUAL AO MARIDO. Perdemos a nossa identidade...meu marido, na igreja não me chama pelo nome, e sim pela função que exerço...é como se fôssemos apenas irmãos na igreja. Somos apenas a "esposa do pastor"... e o pior de tudo é que não me sinto nem um pouco preparada pra isso tudo, fui pega de surpresa... preciso de aconselhamento... achei este blog, procurando, tentando descobrir se existe alguma associação de apoio às esposas de pastores. Se alguém puder me ajudar, deixe um contato por favor! Obrigada! A Paz de Jesus Cristo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Querida, vc deve saber quem vc é. Vc é uma pessoa especial que Deus colocou para ajudar o seu marido. Se vc tiver algum chamado no ministério, faça, se naum, seja uma esposa submissa ao seu marido e naum a opiniao dos outros. Esposa de pastor, naum tem que ser pastora. Leia o livro O preço nao é maior do que a graça. DEUS TE ABENCOE

      Excluir
  24. Sofrendo muito por esta carga que levo.concordo com muitos depoimentos,renuncia, submissão, engolir sapos.ser chamada de pastora e missionária sem ter esse chamado.Meu marido me cobrar diuturnamente o batismo no espirito santo.Que eu ame mais ao próximo.Muitas vezes me chama de arrogante, mesquinha e fria.Pra eu demonstrar mais amor.a nossa vida sexual esta abalada.Ficou algo frio,só de ladinho e pronto,ele se satisfaz e eu não.Tudo gira em volta da igreja e brigamos muito. Vamos fazer 5 anos de casada e já passei por muita raiva,já pensei em largar tudo.Só não fiz por minha filha.

    ResponderExcluir